26.8.09

RECADO NA SECRETÁRIA ELETRÔNICA DO TELEFONE PRETO QUE DISCA PRO CÉU #2













Ivan, meu querido,

estou ligando para te pedir duas coisas.

a primeira é para você dizer aí pra esse deus que ele é um cara muito do malandro – qual o sentido de ele ficar roubando pra festa dele todos os convidados mais legais?!

diz pra ele que eu aqui to achando uma baita sacanagem ele ter te tirado das nossas discussões sobre matemática, nas caronas que tanto te dei, do posto de vizinho que eu mais encontrava nas ruas do bairro onde moramos, dos palcos, das telas, e até da praia que você um dia resolveu montar em plena avenida Paulista, lembra?

quer dizer, ele leva todo o seu espírito explosivamente alegre, todo seu carisma contagiante, todo seu talento, todo o seu bom humor e seus modos gentis e amorosos, todo seu olhar entusiasmado e entusiasmante sobre a vida e deixa o que pra gente?

não quero julgar, não, mas acho isso tudo muito do egoísta.

a segunda coisa que eu queria te dizer é mais um pedido de precaução. sabe “Olhos Frios”, aquela canção que você cantava em “Calabar”, peça na qual nos conhecemos, há tão curtos dois anos?

então, procure não cantar ela por aí. sabe o que, acho que é beleza demais até mesmo para o céu. você ia deixar todos os anjos chorando.

é isso.

eu queria parecer forte, mas vou ter que me despedir dizendo que tudo o que é sólido pode ficar muito mais triste.

um beijo grande, um abraço apertado.

salve!

R

2 comentários:

? disse...

lindo, r.

Tatiana F. disse...

Não consigo acreditar que ele foi embora!