28.9.05

alaíde

O 3º Curta Santos me homenageia, por ser “local”, com exibição "fora de concurso", em sessão conjunta, de meus 3 curtas, "Ato II Cena 5", "Tudo o que é sólido pode derreter" e "Alice".

Em casa, muitos comparecimentos queridos e especiais. Alguns, no entanto, um pouquinho mais do que outros.

Alaíde, empregada doméstica, há 18 anos trabalhando em casa de minha avó:

- Ai, meu fio, eu nunca fui ao cinema, então eu vou a primeira vez pra ver você, né mesmo?

Sentada na platéia lotada por 300 pessoas, Alaíde, me disseram, achou que me veria na tela – mal-entendido logo desfeito.

Alaíde, seguramente com mais de 60 anos, analfabeta, foi, ontem, pela primeira vez a uma sala de exibição. Para assistir aos meus curtas-metragens.

É por isso que a gente faz cinema.

4 comentários:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mari Bastos disse...

Boa!