27.1.06

veja só

Que a revista "Veja" pratica jornalismo marrom já é, há um tempo, de conhecimento daqueles que possuem um cérebro.

Mas a resenha sobre "Crime Delicado", publicada na semana passada, ultrapassa os limites da escrotidão.

Num texto absolutamente nojento, Isabela Boscov ignora todos os limites éticos, embaralha pessoal e profissional e consagra ao filme epítetos e comentários assustadoramente equivocados, sob QUALQUER ponto de vista que se queira ver.

Inflama os ânimos, dá medo. É irresponsabilidade em grau máximo, tão perigosa quanto o porte de armas que a revista fez questão de defender.

É tão, mas tão lamentável, que o espírito inquieto e provocado divide-se entre berrar de ódio ou calar-se, acreditando que imposturas tão baixas devem ser ignoradas.

Um comentário:

caroline disse...

por favor, escreva uma crítica decente então.
eu achei o filme uma bosta. em todo e qualquer sentido.
só se salva a cena do claudio assis.
de mais, o que há?!?!?
eu não li a veja, mas imagino que se eu fosse escrever uma crítica do filme, escreveria algo do mesmo gênero.
sai do cinema revoltada.
por favor, me explique o que é que há de bom no filme. e me convença.
e, mais uma coisa, que quase me tirou o sono : que fotografia era aquela???? coisa de exercicio de quito semestre na faap....