25.2.08

notas sobre uma premiação, parte 2

- o Oscar com dezenas de amigos (vestidos “de gala”) e seu próprio tapete vermelho é muito mais divertido.

- Arrigo é um gênio que merece, sim, um programa e será para sempre lembrado pela sua sensacional performance pós-show. alem de ter estado numa elegância ímpar.

- eu ganhei o bolão. graças à Marion e aos Coen.

- Aloca estava chata.

- às 5:40 da manhã, as luzes artificiais e o dia que nasce ficam na mesma fotometria, né, Maia? e é lindo.

- às 5:43, a Tenille resolveu tocar no meio da rua, em seu carro, I Wanna Hold Your Hand, versão Across The Universe, assim sem mais nem menos. e foi incrível.
(será um absurdo uma pessoa levar 25 anos pra começar a gostar de verdade dos Beatles?)

- e um Oscar que acaba de dia, num apartamento bastante bagunçado.

Um comentário:

paula manzo disse...

eu ouvia muito beatles quando era pequena, por influencia dos meus pais. mas só fui "me aprofundar" depois dos 20...
tem coisa que tem que ter seu tempo.

e o oscar tava mesmo uma beleza, mesmo que minha cabeça estivesse meio longe. hihi.