2.7.08

RECADO NA SECRETÁRIA ELETRÔNICA DO TELEFONE PRETO QUE DISCA PRO CÉU



Meu querido,

amanhã lançamos aquele filme que fiz pra você.

preferia não tê-lo feito, mas nossa avó já dizia que a tristeza é queném chiclete, precisa mastigar. eu resolvi mastigar a minha no cinema, que é onde sempre soube viver melhor (e você sempre soube disso).

eu, a Fabiana e o Henrique morremos de saudade e eu vou dedicar a eles nossa sessão. você acreditaria se eu contasse que o Henrique vai fazer cinema?! nem eu, acho. é difícil acreditar em uma porrada de coisas que acontecem.

deseje-nos sorte. ou “merda”, como dizem no teatro.

(sim, eu agora também sou um rapaz de teatro. nisso dá pra acreditar?)

da próxima vez, atende esse telefone!

e mande um abraço a Stanley Kubrick, se você cruzar com ele.

(dizem que às vezes deus pensa que é Stanley Kubrick e fica andando pelo céu disfarçado)

um beijo pra você,


R.

4 comentários:

Thiago disse...

ler esse post parece uma intromissão, ainda que ele esteja na internet (mas este aqui é um diário, então é seu, mesmo que aberto). fico com vergonha de tê-lo lido mas ao mesmo tempo me parece tão próximo isso. essas coisas ditas que não sei o que são mas que me fazem pensar na vida que existe por trás. enfim.

escrevo pois sou intrometido, nada tinha que estar falando - e falando tanto. mas só pra dizer que é tudo muito bonito. e que deve ser um filme muito bonito. e que a vida dele - do filme, de quem fez e a quem ele pertence - seja toda essa beleza.

abraços

Ledier disse...

acontece às vezes, quando te leio: o coração se enche tanto que acaba vazando em meus olhos.

paula manzo disse...

e arrepia.

Mberenis disse...

Great blog! The information and pictures you provided were OUTSTANDING!!!!

Free Advertising Search Engine and Directory
View Quality, Traffic, Popularity and Reach as you browse or search in real-time!
RSS links by the 1000's