3.4.05

Da poltrona à tela (ao apagar das luzes)

Tomo bronca (dos meus dois ou três leitores) por falta de atualização e por textos breves demais - (será que alguém ainda tem paciência de ler?).

Não tenho ido ao cinema tanto quanto gostaria/deveria.

Tenho feito um pouquinho de cinema.

Nas últimas semanas, todas as atenções estiveram/estão em um curtinha chamado "Tudo o Que É Sólido Pode Derreter", terceiro filho, filho caçula.

Mais do que os filmes, os roteiros são filhos. Porque os escrevemos e vemos eles ganharem trezentas mil colaborações externas e semi-controláveis para tornarem-se aquilo que imaginamos, sendo outra coisa. Assim como os filhos (de verdade) que se bota no mundo para o mundo acolher/transformar.

Aos tios, irmãos, primos, padrinhos, avós, bisavós, cunhados, genros, noras, vizinhos, conhecidos e amigos desse "Tudo o que é sólido pode derreter", o meu muito obrigado.

PORQUE É POR AMOR QUE A GENTE FAZ CINEMA.

(não é?)

3 comentários:

paulamanzo disse...

ará! eu sou tia. aquela tia louca sabe? a que sempre é o mau exemplo da família. a que se joga na vida e quer que todo mundo venha junto!!! ah, principalmente, aquela que ama, respeita e admira o irmão e seus filhotes filmes.

Anônimo disse...

Meu Rafa querido, como voce pode achar que só tem dois ou tres leitores? Só aqui em Santos seu fa clube vem aumentando sensivelmente...E Eu me sinto a grande mae do "Tudo Que E Solido"...(afinal de contas, fui Eu que te fiz) e embora de longe (pra te respeitar sempre...)me sinto sempre muito proxima de todas as suas criaçoes....Beijo cheio de orgulho meu filho

Andreoni disse...

Oh rafinha.... se não fosse o msn nem saberia desse seu blog. Hehe! Viva a net! Viva a falta de provacidade! Viva eu, que faço anos dia 10 e que darei minha festa no dia 09 (vc tem o convite por mail) e que se vc não aparecer.... Ai ai ai!

Muitas saudades querido.