23.8.08

eu não tenho tempo de ir ver Ariadne em Naxos, nem as peças da Lu, nem a da Renata, nem a do Julio, nem todas as outras que eu quero ver.

eu não tenho tempo de ler livros, nem de ver televisão, nem de ir ao cinema (contento-me em saber que os filmes existem e são nomes em um Guia de programação).

eu não tenho tempo de encontrar nenhum dos meus amigos, nem o meu pai, nem a minha mãe, nem o meu primo. eu não tenho tempo de tomar vinho, de ir às festas ou de andar na rua, no frio, abraçado com a Thereza.

eu não tenho tempo de fazer os planos (de câmera) que eu talvez considerasse ideais, eu não tenho tempo de fazer reuniões, eu não tenho tempo para a montagem.

eu não tenho tempo para não fazer nada ou para prestigiar curtas no Festival.

eu não tenho tempo para dedicar ao Música de Bolso.

não tenho tempo para ir à praia ou ao campo, para respirar outros ares que não sejam poluídos e causem doenças. eu não tenho tempo para ter folga.

*

eu tenho vontade de escrever novas idéias, de me desamarrar, de ouvir muita música e pensar cenas para elas. eu tenho vontade de criar cenas que atores de quem eu gosto interpretem com paixão. eu tenho vontade de mais paixão, ou de fazer virar verdade cenas que já existem e são geniais como nada que eu escrever jamais será. eu tenho vontade de ver mais filmes, de ver todos os filmes do mundo, de derreter vendo filmes, todos os clássicos do cinema que eu jamais conheci. eu tenho vontade de pensar em cenas bonitas e ouvir tango vendo minha própria sombra quadriculada na parede da minha casa, enquadrada pela janela. eu tenho vontade de ir para Berlim e para o Japão ou de ser um estrangeiro em São Paulo. antes que seja tarde demais.

eu tenho vontade de À Margem da Vida, de Tchekhov, de Felizes Juntos e Amores Expressos, de Hannah e Suas Irmãs, de Acossado e O Desprezo, de Meu Tio, de Morte em Veneza, de A Cabra e de Árvores Abatidas e do musical que eu quero fazer.

*

enquanto isso, minhas unhas crescem rápido demais e meus cabelos crescem lisos.

e tudo parece desordenadamente sob controle.

2 comentários:

ana disse...

Nem sei o que dizer...só posso dizer que meu diretor ,além de tudo... é um ótimo escritor!!bjus..ana(loriando-se)

anandreatta disse...

Nem sei o que dizer...só sei que ele arruma tempo pra ser um ótimo diretor ...roteirista..e de quebra escritor... e assim todo tempo que é sólido pode derreter..num tem jeito!!Adorei!!bjus