16.3.06

Louvre light - parte 2

* Grandes museus sao como Mostras de Cinema - talvez piores. Imagine se, na Mostra, em vez de 5 voce visse 10 filmes por dia?! E o que dizer de centenas de milhares de obras de arte abrigadas aqui? Eh evidente que, a partir de um dado momento, nao se estah mais sorvendo o que quer que seja - tudo vira "mais um".

Acredito que a unica maneira de aproveitar a plenitude do Louvre eh morar em Paris, claro, e vir por 1, 2 meses seguidos ao museu, fazendo visitas as colecoes especificas de nao mais de 3, 4 horas, se tanto. Assim ateh ver tudo. Eh o tipo de coisa que todo amante de arte bota na ideia que vai fazer um dia na vida.

E, quer saber? Nunca vai.



* Da colecao Esculturas Francesas, sec. 5-18, nem procure saber o que eh o que. A visao estonteante dos dois atriums, formando um jardim branco de esculturas, eh o melhor que se pode experimentar.


* O Louvre possui 45 salas da dita pintura nordica, aih incluidos majoritariamente holandeses e flamencos, mas tambem alemaes, russos, belgas, escandinavos e suissos.

No sec. 17, essa arte legou ao mundo pintores do tamanho de RUBENS, REMBRANDT e VAN DYCK. (Muitas cenas biblicas e mitologicas, sempre, parece, com o mesmo tom ocre. Rubens sempre puxa para o verde. Rembrandt para o marrom).

Mas pouca coisa supera VERMEER e suas duas telas que, juntas, nao somam 40 cm quadrados de pintura. Eh um farol de beleza, suavidade, expressividade, equlibrio e sutileza. Com poquinho, Vermeer levanta um universo de poesia visual.


* Georges de LA TOUR realiza brilhantes estudos com fontes de luz aparente. Sempre fogo, quase sempre velas. Tambem do sec. 17, "Sao Jose, o carpinteiro" eh de desestabilizar.


*Da sala Pinturas Francesas Grandes, "A Jangada da Medusa" (1819), de GERICAULT, eh certamente a mais impressionante.


* O melhor da fatidica tela "A Liberdade Guiando o Povo" (1831), de DELACROIX, eh que "a liberdade" tem os seis despudoradamente nus.


* De Guido RENI (1575-1642), "David e Golias", com o pequeno David quase blase diante da cabeca decepada de seu adversario, eh de um poder simbolico fulminante.


* No quesito quantidade, ninguem bate, em pintura, as 75 galerias de quadros franceses. A melhor maneira de ve-las eh passeando, como se faria num parque. No lugar de arvores, seculos de oleos sobre tela fazem a paisagem.


* Nas Antiguidades Gregas, Venus de Milo, claro, eh a vedete. Rainha dos flashes, eh como se colocassem, digamos, Giselle Bundchen lah parada - e as pessoas INSANDECIDAS por uma foto.

Agora, cah entre nos, o verdadeiro fascinio da Venus sao seus membros decepados (alo, Marco Dutra!). A falta dos bracos - que nao nos deixa saber como eram, se estavam apoiados em algo, abertos, fechados, dobrados - nos enlouquece e nos alimenta de misterio. Ela atrai um pouco pela beleza do que tem em si e muito pelo que provoca na cabeca de outrem, com sua incompletude (alo, alo, Beto Brant!). Anos considerando a Venus como modelo de mulher e de beleza (e como ela, juro, tem dezenas), quantos jah se deram conta que amam o que nao ha, para que possam preencher esse vazio imaginativo como bem entenderem?


* A Monalisa eh somente uma vitima, ou reflexo, da cultura de massa. A nossa arte-Big-Brother. A nossa Daniela Cicarelli. Sabe assim essas pessoas que ficam famosas sem ter feito nada, somente por sua super-exposicao (que ninguem sabe bem precisar como comeca, jah que eh progressiva e em cadeia)? Assim eh a Monalisa.

Causa histeria coletiva. Todos querem ve-la. (Foto, agora, est intedit, pardon. O que faz com que a gana auto destrutiva da evidencia, algo do tipo "estive lah, vi e fiz, eis a foto que comprova", direcione as avidas maquinas fotograficas a Venus de Milo e seus nao-bracos).

E ela fica lah, paradona, numa parede toda sua, sem graaaaca, olhando de esguelha sem saber bem porque toda aquela gente a deseja tanto. E distrai a atencao de VERONESEs e TINTORETOs a seu redor.

Mas voce jah parou pra pensar se a Monalisa realmente te diz alguma coisa? Ela te atrai por que, oh, espectador???

Reprodutibilidade tecnica, que nada! Bem vindo a era da obra de arte blockbuster!

(Do mesmo DA VINCI, 1452-1519, na sala anexa, "Sao Joao Batista", por exemplo, eh muito mais denso e estimulante em sua composicao pictorica, belo e instigante em sua luminosidade, seu misterio e seu cromatismo sutil, como uma figura que emerge em suave e fascinante dourado da escuridao profunda.)



QUIZ 1
Eh pior:
a) prostrar-se diante de uma esultura, obstruindo a passagem e a visao, para tirar uma foto com ela
b) sorrir para a foto


QUIZ 2
AS obras que mais me tocaram e que continuam me impressionano no Louvre, 9 anos depois da primeira visita, continuam sendo as mesmas porque:
a) a angustia da influencia faz com que aquilo que nos forma se solidifique de forma indelevel em nossa cabeca (e coracao)
b) sao mesmo as melhores obras
c) independente de serem boas obras, eu tenho grande resistencia a mudanca
d) entre tantas coisas, eu soh prestei mesmo atencao naquilo que jah conhecia



E assim se passam 6 gostosas horas num museu imenso...

2 comentários:

paulamanzo disse...

adorei o quiz 1

alice disse...

Falta alternativa do Quiz 1
C: todas as alternativas