10.3.06

Miami - parte 2

Miami Beach estah na fina linha entre o cafona e o charmoso.

A Lincoln Av, via de pedestres cheia de lojas e restaurantes, ve-se muita gente bonita, muita diversidade etnica, muitos grupos de mulheres desacompanhadas, muitos gays, algumas pessoas bem vestidas, muitas sem roupa.

(Todos os restaurantes, sem excessao, dariam excelentes locacoes.)

Em questao de minutos, quase fui atropleado por duas cadeiras de roda que pareciam estar em uma maratona e quase me perdi em meio a uma banda de homens aparentemente jamaicanos, chamada "Refugees All Star" (que, mais tarde, estariam tocando na tal festa em homenagem a Bob Marley).

Isso tudo ainda ontem, quando fui ver dois filmes. A "Forsaken Landscape", camera d'or em Cannes, meu sono de uma noite nao dormida no aviao nao resistiu. Ao documentario brasileiro "O Outro Lado do Rio", sim. Gostei.

O cinema era iguarquenem o Kinoplex, em SP. Soh que tinha ventiladores de teto. (!!)

Dizem que os aposentados americanos vem morar na Florida. Vem mesmo, e vao ao cinema, ao que parece. Eram 70% da plateia, e todos pareciam se conhecer. Mais: debatem com contundencia o filme (com o diretor) ao final da sessao.

Nota: voce acha que a cadeira do Cine Bombril te empurra pra frente?? Eh porque voce nao provou essas daqui.

A festa da noite correu bem. As piscinas dos hoteis de Miami Beach devem concorrer pelo titulo de mais impressionante.



No dia de hoje, ate agora, encontrei a amiga Alice Braga (que se junta a Fabiano Gullane, Sergio Machado, Lucas Bambozzi e outros na caravana brasileira) e assisti a um delicado filme chamado "Sud Express".

No lugar da pizza de ontem, hj havia frango e legumes para o almoco.

Andando na rua, lembrei que a Banana Republic existia.

E "Alice" passa em uma hora. Vou pra lah.

Boa noite e boa sorte.

Um comentário:

marco disse...

como é? ventiladores de teto?